sexta-feira, 19 de agosto de 2011

s vezes, o que você deve fazer quando você cair é orar a Deus, acreditar mais uma vez, e levantar-se, mesmo achando que não pode."


Levante-se, mesmo quando o resto do mundo estar tentando o derrubar. Acredite, mesmo que o resto do mundo tente o fazer desacreditar. 

"Mas os que esperam o senhor, renovam as suas forças, criam asas como águias, correm e não se fatigam, caminham e não se cansam." 
                                                                                                         Isaías 40, 31


Sempre haverá pessoas que tentarão fazer você ficar "distante" de Deus, mesmo quando Ele está ao nosso lado. Que o afastará da Igreja e que o fará se satisfazer somente com as coisas mundanas. Mas para que estejamos fortes para enfrentar todas estas coisas, devemos orar, orar para que ele o ajude a enfrentar todas essas coisa do mundo. Orar por cada pessoa que se deixou levar pelas coisas mundanas. Sempre haverá pessoas que dirão que Jesus não existe, mas não se esqueça: 




"Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre."

O mundo está carente de fé! 
"SEJAMOS JOVENS DO MUNDO, MAS NÃO SEJAMOS JOVENS MUNDANOS."

“PRECISAMOS DE SANTOS sem véu ou batina, de Santos de calça jeans e tênis, de santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos, de santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se “lascam” na faculdade, de santos que tenham tempo todo dia para rezar e saibam namorar na pureza e castidade, de santos modernos, Santos do século XXI com uma espiritualidade inserida em nosso tempo. De santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais, de santos que se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo. Precisamos de Santos que bebam Coca-Cola e comam hot-dog, que usem jeans, que sejam internautas. Precisamos de Santos que amem a Eucaristia e que tomem um refrigerante ou comam pizza no fim-de-semana com os amigos de santos que gostem de teatro, de música, de dança, de desporto. Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, alegres, companheiros. Precisamos de Santos que estejam no mundo e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos”.  (João Paulo II num discurso aos jovens).

Postado por Arthur Bataioli

Nenhum comentário:

Postar um comentário