sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Sentinela da Manhã - Banda Arkanjos





No coração da noite
Pode o medo chegar
Espero ansiosamente
A luz da aurora aparecer
Eu sei, que a manhã logo vem
Vem o alvorecer de um novo tempo
Mas ainda é noite
Tenho um posto pra guardar
Sou chamado a anunciar
Até meu nome Deus trocou
Agora eu já sei quem sou, eu sou...

Sentinela da Manhã
Que anuncia a chegada do sol
Proclama que Jesus Ressuscitou
Eu sei que o dia vem,
Vem, maranathá vem
Jesus minha esperança
Que nunca me engana
Eu sei, o mundo quer sua luz
Quer o alvorecer de um novo tempo

Mas ainda é noite...



   Muitas vezes, principalmente quando queremos muito alcançar alguma graça, parece que ninguém está nos escutando, que estamos sozinhos na escuridão e ninguém pode ajudar. Então ficamos fracos, “No coração da noite pode o medo chegar”, sentimos medo, raiva... Esquecemos que depois de uma longa noite de trevas e escuridão sempre vem o amanhecer, a luz, “Espero ansiosamente a luz da aurora aparecer”, porém a noite de alguns pode demorar um pouco mais que a de outros, e aí nos vemos numa noite sem fim, “Mas ainda é noite”. Então devemos confiar em Deus e no tempo Dele, conversar com Ele, acreditar e perseverar na vontade de sair da escuridão, querer e buscar a luz. Então depois que essa luz chegar nosso dever é ser essa luz para outros que ainda a procuram, “Sentinela da Manhã, que anuncia a chegada do sol, proclama que Jesus Ressuscitou”. Sejamos sentinelas da manhã, ainda há muita gente na escuridão esperando por essa luz, esperando por nós, jovens.  

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Santo do dia: Frei Gonçalo de Amarante


Nasceu no século XIII, em Arriconha, freguesia de Tagilde, próximo a Guimarães, norte de Portugal. Muito cedo, ele se viu chamado ao sacerdócio. Em sua formação humana e cristã, Frei Gonçalo passou pelo Convento Beneditino, depois por Braga, lugar onde foi ordenado pelo Arcebispo. Não demorou muito para ser abade em São Paio.

Frei Gonçalo de Amarante pôde fazer várias peregrinações que muito enriqueceram sua vida espiritual e também apostólica. Ele foi a Roma, visitou os túmulos de São Pedro e São Paulo e tomou um "banho" de Igreja. Visitou a Terra Santa, conheceu os lugares santos por onde Jesus passou. Seu amor foi crescendo cada vez mais por Nosso Senhor. 

Depois de voltar dessas peregrinações, ele teve ainda mais ardor para evangelizar. Discerniu sua vida religiosa e entrou para a família dominicana, daí vem o "frei". Quanto ao "Amarante", com seus irmãos de comunidade, ele foi para a cidade de Amarante em missão. Ele ficou conhecido como um segundo fundador dessa cidade, porque o seu amor apostólico o levava a ser um sinal no meio da sociedade.

Em 1262, partiu para a glória, deixando para o povo de Amarante, para todas as gerações ao norte de Portugal, para toda Europa e para todo o mundo, um testemunho de santidade que colabora para uma civilização mais justa. 

Frei Gonçalo de Amarante, rogai por nós!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

A quem promete Jesus o "Reino de Deus"?


"Deus quer que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade." (1Tm 2, 4) O "Reino de Deus" começa com aqueles que se deixam transformar pelo amor de Deus. Segundo a experiência de Jesus, isso acontece sobretudo com os pobres e os pequenos. [541-546, 567]


Há mesmo pessoas afastadas da Igreja que consideram Jesus fascinante por Ele Se ter dirigido primeiro aos socialmente excluídos, numa espécie de amor preferencial. No Sermão da Montanha, são os pobres e os aflitos, as vítimas da perseguição e da violência, todos os que procuram Deus de coração puro, todos os que buscam a Sua misericórdia, a justiça e a paz... que têm acesso prioritário ao Reino de Deus. Especialmente convidados são os pecadores: "Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas os que estão doentes. Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores." (Mc 2, 17)

Fonte: Youcat

Santo do dia: Santo André Corsini


Nasceu no século XIV, dentro de uma família muito conhecida em Florença: a família Corsini. Nasceu no ano de 1302. Seus pais, Nicolau e Peregrina não podiam ter filhos, mas não desistiam, estavam sempre rezando nesta intenção até que veio esta graça e tiveram um filho. O nome: André.

Os pais fizeram de tudo para bem formá-lo. Com apenas 15 anos, ele dava tanto trabalho e decepções para seus pais que sua mãe chegou a desabafar: “Filho, você é, de fato, aquele lobo que eu sonhava”. Ele ficou assustado, não imaginava o quanto os caminhos errados e a vida de pecado que ele estava levando, ainda tão cedo, decepcionava tanto e feria a sua mãe. Mas a mãe completou o sonho: “Este lobo entrava numa igreja e se transformava em cordeiro”. André guardou aquilo no coração e, sem a mãe saber, no outro dia, ele entrou numa igreja. Aos pés de uma imagem de Nossa Senhora ele orava, orava e a graça aconteceu. Ele retomou seus valores, começou uma caminhada de conversão e falou para o provencial carmelita que queria entrar para a vida religiosa. Não se sabe, ao certo, se foi imediatamente ou fez um caminho vocacional, o fato é que entrou para a vida religiosa na obediência às regras, na vida de oração e penitência. Ele foi crescendo nessa liberdade, que é dom de Deus para o ser humano.

Santo André ia se colocando a serviço dos doentes, dos pobres, nos trabalhos tão simples como os da cozinha. Ele também saía para mendigar para as necessidades de sua comunidade. Passou humilhação, mas sempre centrado em Cristo.

Os santos foram e continuam a ser pessoas que comunicaram Cristo para o mundo. Mas Deus tinha mais para André. Ele ordenou-se padre e como tal continuava nesse testemunho de Cristo até que Nosso Senhor o escolheu para Bispo de Fiesoli. De início, ele não aceitou e fugiu para a Cartuxa de Florença e ficou escondido; ao ponto de as pessoas não saberem onde ele estava e escolher um outro para ser bispo, pela necessidade. Mas um anjo, uma criança apareceu no meio do povo indicando onde ele estava escondido. Apareceu também uma outra criança para ele dizendo-lhe que ele não devia temer, porque Deus estaria com ele e a Virgem Maria estaria presente em todos os momentos. Foi por essa confiança no amor de Deus que ele assumiu o episcopado e foi um santo bispo. Até que em 1373, no dia de Natal, Nossa Senhora apareceu para ele dizendo do seu falecimento que estava próximo. No dia da Epifania do Senhor, ele entrou para o céu.

Santo André Corsini, rogai por nós!

Música e mensagem




"...Tanta gente se afastou
Do caminho que é de luz
Pouca gente se lembrou
Da mensagem que há na cruz..."
(Roberto Carlos - Todos estão surdos)
------------------------------------------------------------------
  O significado da cruz não é a morte, mas sim a vida! A vida que vem após a cruz, pois a morte não triunfou sobre aquele que foi crucificado, no terceiro dia a pedra rolou não é mesmo? Então porque olhar para a cruz da sua vida com tristeza ou dor? Olhe com fé, e assim você verá além do que os nossos olhos humanos podem ver, seus olhos verão que através dessa cruz virá a sua ressurreição!

Não há Ressurreição sem Cruz!

  Jesus que é filho de Deus levou a cruz dos nossos pecados até o fim por amor a cada um de nós! Ele não precisaria passar pelo sofrimento que passou, mas sabia que a partir daquela cruz, daquele sacrifício de amor haveria ressurreição!

  Que mensagem ha na cruz? A mensagem é o AMOR, o amor mais bonito que existe, amor de doação, que se sacrifica pelo bem do outro, pela salvação do outro, amor de Deus por nós, entregando seu filho pela remissão dos pecados de todo o mundo.

Fonte: catolicosjovens.blogspot.com.br


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Para que precisa a fé de definições e símbolos?


Na fé, o que está em jogo não são palavras vazias, mas a realidade. Na Igreja, cristalizaram-se ao longo do tempo símbolos de fé, com a ajuda dos quais contemplamos, expressamos, aprendemos, transmitimos, celebramos e vivemos essa realidade. [170-174]

Sem formas densas dilui-se o conteúdo da fé. Por isso, a Igreja dá muito valor a determinadas proposições cuja expressão foi alcançada, na maioria das vezes, com muita dificuldade, para proteger a mensagem de Cristo de equívocos e adulterações. Os símbolos de fé são igualmente importantes na medida em que a fé da Igreja é traduzida para diferentes culturas, devendo manter-se na sua essência. 


Fonte: Youcat

Santo do dia: São Severino


O santo de hoje nasceu e faleceu no século V. Nascido na África, inspirado pelo Espírito Santo, ele foi levado para uma outra região no vale do Danúbio. Isso não quer dizer que o lugar que Deus lhe indicou era o melhor. Pelo contrário, desafios econômicos e políticos, falecimento do rei dos Hunos, Átila; destruição naquele lugar por causa das invasões. Enfim, o povo estava perecendo. Para isso que São Severino foi enviado, para ser sinal desse amor de Deus. 

Grande influência ele exerceu pela sua vida de virtudes, de oração e penitência. Fundou vários mosteiros e foi sinal de discernimento para tantas pessoas que queriam se consagrar totalmente a Deus. Ele não fugiu do mundo; pelo contrário, retirou-se por causa do amor de Deus e de toda a humanidade. Quantas vezes, São Severino deixou a sua vida monástica para ir ao encontro de reis, porque, se o rei dos Hunos havia falecido, muitas tribos bárbaras queriam invadir aquelas regiões. Em prol da evangelização, São Severino foi se desdobrando, seus mosteiros se tornaram verdadeiros faróis de uma nova cultura, de uma civilização centrada em Deus. Suas armas: oração e diálogo.

São Severino, voz de Deus nos períodos difíceis do povo. Em 482, faleceu, mas deixou um rastro de santidade para os seus filhos espirituais e para as autoridades. 

São Severino, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Por que motivo Jesus foi tentado? Ele pôde realmente ter sido tentado?


Se Jesus foi verdadeiramente humano, então foi verdadeiramente tentado. Em Jesus, não temos um redentor "incapaz de Se compadecer das nossas fraquezas. Pelo contrário, Ele mesmo foi provado em tudo, à nossa semelhança, exceto no pecado." (Hb 4, 15) [538-540, 566]

Santo sem deixar de ser Jovem!


Ser jovem é muito bom. É nesta fase da vida que nossos sonhos desabrocham, é nesta fase da vida que queremos mudar tudo e todos. Uma fase de fazer a diferença!
“A juventude não é apenas um período de vida (…), mas uma qualidade de alma que se caracteriza precisamente por um idealismo que se abre para o amanhã.” (Joao Paulo II)
Unir minha jovialidade com a certeza de que Deus está comigo é totalmente possível. Ele não me tira nada, pelo contrário Ele me dá tudo! Ele se faz meu amigo no presente, e tem a minha história na sua mão: nela segura firmemente o  meu passado, com as fontes e os alicerces do meu ser; nela guarda ansiosamente o futuro, e me faz vislumbrar a mais bela alvorada de toda a minha vida. É com esta mão forte que conto quando caio e não quero ficar largado no chão. Ele tem a voz que ecoa no silêncio do meu coração me acordando pra vida.
“Quando o jovem não se decide, corre o risco de ficar uma eterna criança!( Bento XVI)”
Não quero ser criança quero crescer! Quero me decidir! Hoje me decido a ser Santo! Santo sem deixar de ser Jovem.
Tomo a coragem de  ter decisões definitivas porque sei que na verdade são as únicas que não destroem a minha liberdade, mas criam a justa direção, possibilitando seguir em frente e alcançar algo de grande na vida. Algo que me é garantido! A vida eterna! O céu!
Te desafio a ser santo. Topa?
Ser santo sem deixar de ser jovem! E pra provar que é possível temos muitos exemplos de pessoas que começaram este projeto de santidade ainda na juventude e se transformaram em santos de altares.
Acredito que uma nova “tribo” precisa se levantar. A tribo dos jovens que não querem a vida igual a tudo que se vê, tribo de jovens que optam pela santidade. Santos de Calça Jeans!



Santo do dia: São Raimundo de Peñafort


Nasceu no castelo de Peñafort, Barcelona, Espanha, no ano de 1175. Desde cedo, muito dedicado aos estudos, ele se especializou em Bolonha, na Itália, na universidade onde se tornou também um reconhecido mestre. Deixou aquela realidade que tanto amava para obedecer ao Bispo de Barcelona que o queria como cônego. Ele prestou esse serviço até discernir seu chamado à vida religiosa, quando entrou para a família dominicana e continuou em vários cargos de formação, mas aberto à realidade e às necessidades da Igreja, onde exerceu o papel de teólogo do Cardeal-bispo de Sabina; também foi legado na região de Castela e Aragão; depois, transferido para Roma, ocupou vários cargos.

Ele não buscava nem tinha em mente um projeto de ocupar este ou aquele serviço, mas foi fiel àquilo que davam a ele como trabalho para a edificação da Igreja. Na Cúria Romana, quantos cargos ligados a Teologia, Direito Canônico! Um homem de prudência, de governo. Seu último cargo foi de penitencieiro-mor do Sumo Pontífice. Quiseram até escolhê-lo como Arcebispo, mas, nesta altura, ele voltou para a Espanha; quis viver em seu convento, em Barcelona, como um simples frade, mas fossem os reis, o Papa e tantos outros sempre recorriam ao seu discernimento.

São Raimundo escreveu a respeito da casuística. Enfim, pelos escritos e pelos ensinos, ele investia numa ação de mestres e missionários, pois tinha consciência de que precisava de missionários bem formados para que a evangelização também fluísse. Ele não fez nada sozinho, contou com a ajuda de São Tomás de Aquino, ajudou outros a discernir a vontade do Senhor, como São Pedro Nolasco, que estava discernindo a fundação de uma nova ordem consagrada a Nossa Senhora das Mercês – os mercedários. Homem humilde que se fez servo, foi escolhido como Superior Geral dos Dominicanos. Homem de pobreza, de obediência e pureza; homem de oração. Por isso, os santos como São Raimundo, um exemplo. Faleceu em Roma, em 1275; cem anos consumindo-se pela obra do Senhor.

São Raimundo de Peñafort, rogai por nós!

domingo, 6 de janeiro de 2013

Existe contradição entre fé e ciência natural?


Não existem contradições insolúveis entre fé e ciência natural, porque não podem existir verdades duplas. [159]

Nenhuma verdade de fé faz concorrência com as verdades da ciência. Só existe uma Verdade, à qual dizem respeito tanto à fé como à razão científica. Deus quis tanto a razão, com que podemos descobrir as estruturas racionais do mundo, como a fé. Por isso, a fé cristã exige e apoia a ciência natural. A fé existe para conhecermos as coisas que, embora não possam ser abarcadas pela razão, existem todavia para além da razão e são reais. A fé lembra à ciência natural que esta não se deve colocar no lugar de Deus, mas servir a Criação. A ciência natural tem de respeitar a dignidade humana, em vez de atentar contra ela.

Fonte: Youcat

Santo do dia: Santa Rafaela Maria


Nasceu em Córdova, na Espanha, no ano de 1850. Juntamente com sua irmã de sangue, fundaram a Congregação das Escravas do Sagrado Coração de Jesus. Dedicadas à adoração ao Santíssimo Sacramento e ao cuidado das crianças, Santa Rafaela ocupou o cargo de Madre Superiora e sua irmã – co-fundadora – de ecônoma geral. Mas, no ano de 1893, a irmã de Santa Rafela foi partilhando com outras conselheiras a ponto de convencê-las de que sua irmã, Santa Rafaela Maria, por não ser apta na economia, também não poderia continuar governando a congregação. Diante daquele consenso, ela deixou o cargo e sua irmã o ocupou e foi superiora durante 10 anos.

Nos 22 anos de vida que restaram a essa grande serva de Deus, ela viveu na humildade, fazendo os serviços que davam a ela sempre com muito amor e obdediência na graça de Deus. Santa Rafaela Maria foi uma verdadeira adoradora diante do Santíssimo Sacramento. Ao falecer, em 1925, partiu para a glória. Não passou muito tempo, veio à luz toda a trama de sua irmã, que não foi reconhecida como santa.

Santa Rafaela Maria, rogai por nós!

sábado, 5 de janeiro de 2013

O JOVEM E AS ESTRELAS-DO-MAR



 “Era uma vez um escritor que morava numa praia tranquila, junto a uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele passeava à beira-mar para se inspirar. À tarde ficava em casa escrevendo. Um dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Quando chegou perto, era um jovem pegando na areia as estrelas-do-mar, uma por uma, e jogando-as novamente de volta ao oceano.

 -Por que você está fazendo isto? - perguntou o escritor.

 -Você não vê? Disse o jovem. - A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas vão secar ao sol e morrer se ficarem aqui na areia.

 Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praia por esse mundo afora. E centenas de milhares de estrelas do mar espalhadas pelas praias. Que diferença faz? Você joga umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma.

 O jovem pegou mais uma estrela na areia, jogou de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse:

 - Para essa, eu fiz a diferença.

 Naquela noite o escritor não conseguiu dormir, nem sequer conseguiu escrever. De manhãzinha foi à praia, reuniu-se ao jovem e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano”.

 Mesmo que lhe digam que o que você faz é pequeno ou sem valor, continue. Faça a diferença na vida de alguém. Outros poderão seguir seu exemplo!



Fonte: webflaviamara.blogspot.com

Faltam 200 dias!


Esperança: Faz parte do seu mundo. Isso é JMJ!


Com a chegada do Ano Novo, vem junto com ele o desejo de renovação, mas o que mantém estas vontades é a esperança. A esperança traz força, reforça a fé, anima o coração fraco. Na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 a esperança será um dos combustíveis para a grande festa dos jovens para o Senhor.
Até no Hino Oficial da JMJ Rio2013 existe esperança. O nome da canção que embala a Jornada é “Esperança do Amanhecer”. Como no trecho da música, “Juventude, primavera: esperança do amanhecer, quem escuta este chamado acolhe o dom de crer.”. Desta maneira, levamos a esperança para milhões de jovens que querem dividir sua emoção e aprender mais sobre Cristo.
Na Bíblia há diversos versículos que falam sobre esperança, um deles é em Romanos, capítulo 5, versículo 5: “A esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramando em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.”.

Isabel voltou a ter esperança quando recebeu a graça do milagre de um filho, mesmo achando que era estéril. Maria teve esperança quando Jesus ressuscitou dos mortos. Esperança é luz, é vela acesa dentro de nós quando tudo parece perdido.
A JMJ traz a esperança de novos tempos, de jovens querendo viver cada vez mais em Cristo, de reunir a Igreja e mostrar nossa fé ao mundo inteiro. A esperança alimenta a fé e vice-versa.

Fonte: Rio 2013

Santo do dia: São João Nepomuceno Neumann


São João Nepomuceno Neumann, natural de Boêmia, nasceu no ano de 1911. Ao ser despertado para o chamado à vida sacerdotal, fez toda a sua formação, mas foi acolhido nos Estados Unidos, em Nova York, pelo Bispo Dom João. Ali, foi ordenado. Como padre, buscou ser fiel à vontade do Senhor. São João pertenceu a congregação dos padres redentoristas e, ao exercer vários cargos, sempre foi marcado pelo serviço de humildade, de ser servo de Deus e servir ao Senhor por amor aos irmãos.

O Espírito Santo pôde contar com ele também para o episcopado, ser um dos sucessores dos apóstolos. Como bispo, participou em cerca de oitenta igrejas e cerca de cem colégios; até a própria Sé, na Filadélfia, foi construída através do seu serviço, do seu ministério episcopal. 

São João Nepomuceno Neumann, modelo de pastor e defensor da liberdade que salva e liberta. Uma imagem, um reflexo do Bom Pastor.

Em 1960, ele partiu para a glória do Senhor. 

São João Nepomuceno Neumann, rogai por nós!


sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

2013!


Paz: Faz parte do seu mundo. Isso é JMJ!


Em toda pessoa o desejo de paz é aspiração essencial e coincide, de certo modo, com o desejo de uma vida plena, feliz e bem realizada. O homem é feito para a paz que é dom de Deus”, disse o Papa Bento XVI ao celebrar na manhã deste 1º dia de 2013, na Basílica de São Pedro, a Missa da Solenidade de Maria Santíssima, a Santa Mãe de Deus.
A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) será um grande encontro com Deus e nossos irmãos em Cristo, lá todos estarão buscando a paz que é tão almejada em tantos aspectos. A mensagem de Sua Santidade para este dia em que se celebra o Dia Mundial da Paz de 2013, foi justamente a inspiração para a homilia.
Com o título “Bem-aventurados os obreiros da paz”, o Papa fala sobre o sentido da paz e seus benefícios, do poder que a paz é capaz de manifestar nos seres humanos. Bento XVI explica que as distorções da natureza da religião causadas pelo terrorismo, criminalidade e fanatismos, afastam a paz e reconciliação entre as pessoas.
“A bem-aventurança diz que ‘a paz é dom messiânico e obra humana ao mesmo tempo. É paz com Deus, no viver segundo a sua vontade. É paz interior consigo mesmo, e paz exterior com o próximo e com toda a criação’. Sim, a paz é o bem por excelência a ser invocado como dom de Deus e, ao mesmo tempo, a ser construída com todo esforço”, acrescentou o Papa, durante a homilia.
Na Jornada Mundial da Juventude estaremos juntos rezando também por um mundo melhor e de paz, onde as pessoas possam ser mais pacientes e compreensivas.

Fonte: Rio 2013

Santo do dia: Santa Ângela de Foligno


Nasceu na Itália, no ano de 1248, em Foligno, próximo a Roma, numa família muito abastada. Mas, infelizmente, não vivia a maior riqueza, que é o amor a Deus. Dentro deste ambiente indiferente a Deus e à Igreja, amenina foi crescendo. Ela foi para o sacramento do matrimônio, teve vários filhos, mas, infelizmente, tanto os filhos e depois o esposo faleceram. Imagine como estava o coração dessa mulher! Mas, deixando-se levar por uma vida distante de Deus, entregava-se às festas, às vaidades, cada vez mais longe de Deus e dela mesma, até que sentiu o toque da misericórdia do Senhor. Ela tocou o seu vazio existencial. Foi quando recorreu à Virgem Maria e buscou o sacramento da reconciliação.

Ela tinha 40 anos quando se abriu para esse processo maravilhoso que se chama conversão. Numa peregrinação a Assis, ela fez uma profunda experiência com o amor de Deus. Doou todos os seus bens aos pobres, entrou para a família franciscana na ordem terceira, viveu uma vida reclusa e saía para peregrinações em Assis.

Santa Ângela foi instrumento de conversão a partir do momento em que se abriu e levou muito a sério sua vida de conversão.

Santa Ângela de Foligno, rogai por nós!



quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Deus não entrou de férias

  Nesta época do ano a maioria dos jovens e adolescentes está em férias. Tempo de viajar, curtir a praia, dormir tarde e acordar mais tarde ainda, etc... A Bíblia ensina que isto é bom e relata que “no sétimo dia Deus acabou de fazer todas as coisas e descansou de todo o trabalho que havia feito”(Gên. 2:2). No entanto, muitos neste período acabam dando férias à sua Bíblia, à oração, ao testemunho e até ao próprio Deus. É como se dissessem: “Deus vou lhe dar um tempo para recuperar as sua forças. Não vou incomodá-lo com as minhas orações, não precisa se preocupar em me dizer nada pois a Bíblia estará devidamente guardada. Fique tranqüilo pois sei me virar sozinho. Afinal estamos de férias. Nos vemos em trinta dias.”

  Para os que pensam e agem assim, uma boa (ou má) notícia, dependendo quais sejam as intenções: Deus não entrou de férias. Por mais distante geograficamente que se esteja da igreja, dos amigos, das reuniões de jovens e adolescentes, deve-se sempre lembrar que descanso não significa falta de compromisso.

  Imagine se Deus resolvesse tirar férias, e o período Dele não coincidisse com o nosso. Às orações, apenas uma resposta: “Desculpe não poder atendê-lo, mas Deus está de férias”. Nos momentos de louvor e adoração uma mensagem gravada: “Obrigado por enviar o seu louvor e adoração. No momento estou de férias. Quando retornar, farei contato.”

  Muitos reclamariam dizendo ser um absurdo Deus estar de férias quando mais se precisa Dele. Mas eu fico pensando se não é Deus que acha absurdo, quando percebe que muitos jovens e adolescentes que lhe deram trabalho o ano todo, saíram de férias e não lhe convidaram para participar dos excelentes programas de verão.

  E olha que Ele iria para trabalhar!!! Afinal... Deus não entrou de férias.




Fonte: www.nucleodeapoiocristao.com.br