quinta-feira, 21 de abril de 2011

A QUARESMA E A SEMANA SANTA

Dom Irineu Silvio Wilges
Quaresma 40 dias de preparação para a Páscoa. Tempo de penitência e conversão para Deus, para o irmão (ã) e para a criação. Tempo da CF/2011. “Fraternidade e vida no planeta”. “A criação geme em dores de parto”.
Compreende 05 semanas terminando com o Domingo de Ramos ou da Paixão do Senhor. Tempo de quaresma tempo de preparação dos catecúmenos para o batismo de adultos na noite de Sábado Santo.
O 1º domingo é o das 03 tentações de Jesus no fim dos seus dias de jejum no deserto. Adão e Eva sucumbiram à tentação. Israel no deserto do Sinai também. Jesus no deserto venceu as tentações. Assim o batizado poderá vencer as tentações unido a Cristo.
No 2º Domingo, Jesus se transfigura diante de Pedro, João e Tiago, ensinando a eles que a passagem pelo sofrimento e a morte é o único caminho que leva à ressurreição. Assim o batizado para a chegar à ressurreição definitiva precisa passar pela paixão e a morte.
No 3º domingo, Jesus no poço de Jacó, se proclama para a samaritana como a fonte de água viva e todos que dele beberem não terão mais sede e se tornarão também fonte de água viva para os outros. Assim também os batizados.
No 4º domingo, Jesus cura o cego de nascença e se proclama a luz do mundo. Ele no batismo abre também os nossos olhos e veremos com os olhos de fé. E os batizados serão com Jesus luz do mundo.
No 5º domingo Jesus ressuscita Lázaro, morto há 04 dias, cheirando já mal, prefigurando a sua ressurreição, e a nossa ressurreição pelo batismo.
O 6º domingo é inicia a Semana Santa. É no domingo de Ramos em que Jesus entra solenemente montado numa mansa jumenta na cidade de Jerusalém, aplaudido pelo povo como Messias e como o Profeta. Ele o é não como forte guerreiro, mas manso e humilde, simbolizado pela jumenta com o seu jumentinho. O povo cristão também hoje com os ramos / palmas na mão o aplaude como o seu Messias Redentor. Leva os ramos para as suas casas porque quer que Jesus entre na sua casa e lá permaneça protegendo a todos. Na 2ª parte da missa, se proclama a paixão e morte. Ele era mesmo “o Filho de Deus”, segundo Mateus. 1º o aplauso, depois a condenação à morte. Assim será a vida dos batizados, 1º o aplauso depois a perseguição. É o dia também da coleta da fraternidade, que neste ano teve como objetivo a ecologia.
No 4ª fª Santa, a nossa diocese celebra ás 18.30h a missa do crisma quando o bispo abençoa o óleo do batismo e dos enfermos e consagra o óleo do crisma, que os padres levarão depois para as suas paróquias. Esta missa que o bispo concelebra com todos os padres é sinal de comunhão dos presbíteros com o seu bispo e de unidade do presbitério. É a missa também em que os padres se confessam um ao outro e renovam as suas promessas sacerdotais.
Na 5ª feira-Santa, A Igreja celebra a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio e Mandamento do Amor pelo lava-pés. “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Dia em que se canta o Glória e se toca os sinos que permanecerão silenciosos até o Sábado Santo, vigília pascal. Nesta missa se consagrarão todas as hóstias necessárias para 6ª feira-Santa, que serão levadas no fim da missa em procissão para a capela do santíssimo. Lá acontecerá a adoração do Santíssimo durante a noite. As toalhas do altar serão retiradas. Para muitos do povo o lava-pés e a adoração ao Santíssimo são as cerimônias mais importantes. O mais importante para o batizado é amar como Cristo nos amou.
Na 6ª feira-Santa, celebra-se a Paixão do Senhor, sem missa, segundo antiguíssima tradição. O altar estará sem cruz, castiçais e toalha. A celebração consta de 03 partes: Liturgia da palavra, adoração da cruz e a comunhão eucarística com as hóstias consagradas anteriormente. A liturgia da palavra tem a Paixão do Senhor, segundo João, (18,1-42) com a oração universal. Terminada a missa o altar é novamente desnudado. Um Deus morreu por mim. É um dia de jejum e abstinência de carne vermelha. Dia de sobriedade em homenagem a Jesus.
Para muitos do povo, o mais importante são a Via Sacra e a procissão do Senhor morto e com isso termina a Semana Santa. Contam que um padre no fim da procissão do Senhor Morto desejou a todos uma Feliz Páscoa e um Feliz Natal e no próximo ano nos veremos de novo! Para muitos católicos a religião se resume a isso. Para outros a 6a fª Santa é comer peixe abundantemente.
Sábado Santo. Durante o dia luto. Silêncio. Recolhimento. Já noite se celebra a Vigília Pascal em honra do Senhor, vigilantes com as lâmpadas acesas, esperando o Senhor ressuscitado. Ela compreende 04 partes: a celebração da Luz, a Liturgia da Palavra, a Batismal e a Eucarística. A 1ª compreende a bênção do fogo e a preparação do Círio pascal no fundo da igreja, depois a procissão com o Círio aceso até o altar com a proclamação: “A luz de Cristo”. Os fiéis vão acendendo as suas velas da luz vinda do Círio até que a igreja se torna um mar de luzes. Após, se canta proclamando solenemente a ressurreição de Jesus. Segue a 2ª, a liturgia da Palavra com ao menos 03 leituras do AT das 07 previstas. Os catecúmenos escutavam a história da criação (Gn 1,1), depois a história de Abraão, a sua vocação e a sua obediência a Deus, não se recusando a oferecer o seu filho único Isaac. Deus Pai vai ofertar seu Filho para a salvação do mundo. A terceira nos conta a passagem incólume pelo mar vermelho para a libertação, assim os batizandos passarão pelas águas do batismo para a libertação. O evangelho segundo Mateus narra a ressurreição de Jesus, assim também nós ressuscitamos com Cristo para sermos criaturas novas, do amor a Deus sobre todas as coisas, do amor ao próximo e do amor para com a criação, que geme em dores de parto, esperando a ressurreição final na segunda vinda de Cristo. A 3ª compreende a liturgia batismal, a bênção da água, a renovação das promessas do batismo com as velas acesas e a aspersão do povo com a água benta. Onde houver adultos para batizar é o momento de fazer o batismo, para isso aponta toda a liturgia de quaresma e do Sábado Santo. Nesta noite eram também crismados e comungavam. A 4ª segue a liturgia eucarística que termina com o envio: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe, aleluia, aleluia. Cristo ressuscitou. Com ele ressuscitamos e ressuscitaremos na sua segunda vinda. FELIZ PÁSCOA para todos.

Por Diácono Carlinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário