domingo, 23 de janeiro de 2011

PARA DEUS: SIM é SIM! NÃO é NÃO! Deus já te chamou para alguma missão?

E QUAL FOI A TUA RESPOSTA?
Por Diácono Carlinhos
Essa semana os Evangelhos nos convidam a refletir sobre a “MISSÃO” para qual Deus nos chamou. Falam também da nossa resposta. Do nosso Testemunho. Do nosso ENVIO e das consequências deste SIM ou NÃO e nos alertam também se através de nossas ações não estamos cometendo PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO (que é imperdoável).
Já me questionei muitas vezes sobre o que acontece quando a gente recebe o chamado de Deus, seja para a vocação sacerdotal, matrimonial, para participar de uma pastoral, fazer um serviço social, filantrópico, de amor/caridade... E dizemos para Deus: SIM, SIM! Ou NÃO, NÃO! Ou então quando nos desviamos da missão que nos foi confiada ou a abandonamos essa no meio da caminhada...
O que a Bíblia nos diz a este respeito?
Sobre sermos servos bons e fiéis ou sermos servos maus e infiéis...
Primeiro não devemos esquecer que “... a quem muito foi dado, muito será cobrado!” Também porque devemos ser justos e reconhecermos que depois de conhecermos a Deus nossa vida é “transformada”... Ela muda completamente ou tua vida não mudou depois que conheceu a Deus?
Precisamos ser JUSTOS com Deus... Precisamos olhar para trás e verificarmos as mudanças que Ele está realizando ou já realizou em nossas vidas; na vida das nossas famílias; dos nossos amigos; nossos círculos sociais; o caminho que trilhávamos antes de dizermos SIM a Deus certamente já não é mais o mesmo que trilhamos hoje. Agora eu não posso me desviar deste caminho, encontrar atalhos, subterfúgios, desculpas para me afastar daquilo que Ele me propôs e eu livremente aceitei. Veja logo abaixo o que a Bíblia nos ensina e o que ela diz sobre o nosso SIM ou o nosso NÃO.
Primeiro reflita!
1º. Se eu não tivesse tido a oportunidade de conhecer a Deus, minha vida estaria do jeito que está HOJE?
2º. Eu estaria vivendo a realidade que eu vivo?
3º. Eu compreenderia a vida e o mundo como eu compreendo hoje?
Nós não podemos esquecer que as promessas de Deus nunca falham (seja para aqueles que acertam, seja para aqueles que erram...). A Bíblia nos diz em Josué 23, 14 “Eis que vou hoje pelo caminho de toda a terra; e vós sabeis em vossos corações e em vossas almas que não tem falhado uma só palavra de todas as boas coisas que a vosso respeito falou o Senhor vosso Deus; nenhuma delas falhou, mas todas se cumpriram.”
Portanto, minha resposta para Deus, não pode ser SIM hoje e NÃO amanhã, até porque ele mesmo não nos assegura só facilidades, apenas nos diz: “... pega tua cruz e me segue...” e para segui-lo vou encontrar pedras, buracos, dificuldades, espinhos e não apenas alegrias, prazeres, felicidades e facilidades.
Porém, se hoje, somos o que somos é porque dissemos SIM ao projeto que Deus tem para nós... E não podemos esquecer que Deus deu-nos a promessa de novos corações e de novos desejos. (Ezequiel 36, 26)
Temos que ser justos com Deus, pois nossa vida muda a partir do momento em que fazemos um pacto com Ele (um encontro pessoal), quando então se olharmos bem, tudo começa a se transformar... Deus prometeu suprir todas as nossas necessidades. A Bíblia diz em Filipenses 4, 19 “Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus.” Se tua ainda não fez um encontro com Deus, faça!
Observemos se a partir deste encontro, deste SIM que demos a Deus se a nossa vida não se transformou? Se a nossa vida não mudou? Se ela não segue um novo rumo e um novo caminho? Veja as pessoas que Ele começa a colocar no nosso meio, sejam os “anjos” ou os “sirineus”... veja também se Ele já não te alcançou graças, curas, ...
Mas veja que junto também vem os “peregrinos” (machucados), vem a “hemorrágica”, vem a “adúltera” (pecadora), vem os “leprosos” (os doentes os enfermos), os “homens das mãos secas” (os excluídos e as pessoas com os seus defeitos) e tantos outros a quem tu também tens a obrigação de cuidar, enfim... No nosso caminho não são colocados somente vitoriosos, mas também pessoas a quem devemos estender a mão e acolhermos, faz parte da nossa MISSÃO, está na minha obrigação, dentro do meu pacto, do meu compromisso com Deus, ser “anjo” e “sirineu” destes... Veja se não é a partir daqui, dessas necessidades que começamos a descobrir os nossos talentos e nossos dons! (descobrimos os nossos dons da fala, da escuta, da cura, da escrita,...). Ele te “entrega” um a um e te diz: “toma, cuida dele (a) para mim! e Tudo o que tu fizerdes a eles é a mim que o fizestes...”
Assim, para eu cumprir minha missão Ele vai me alcançado dons, talentos, Graças... Agora o que estamos fazendo o que com os talentos que Ele nos entregou?
A Bíblia no Evangelho de São Mateus nos traz o relato daqueles servos que deram o SIM ao seu patrão e qual foi à resposta de Deus a partir do que fizeram com estes dons e talentos:
1. Ao que fez bom uso dos seus talentos o seu senhor lhe disse:
Muito bem, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor
.
2. Porém, ao que fez mau uso dos seus talentos o seu senhor, disse-lhe:
Servo mau e negligente; sabias [?] que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado os meus talentos aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros.
Tirai-lhe, pois, o seu talento; e dai-o ao que tem os dez. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.
Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Fico pensando na história destes dois servos e no que eu me pareço com eles. Às vezes me pego a pensar se estou fazendo bom uso dos meus talentos ou se estou fazendo como o servo mau e inútil, se às vezes por achar a cruz pesada demais ou por achar que não tenho o dom para determinada coisa, ou que Deus não está sendo justo comigo, se não tenho desistido da missão tão logo ou até mesmo, antes de começar.
Mas será que Deus nos chama para fazermos algo pela metade ou para fazermos um serviço incompleto?
Tenho certeza que não! Se Ele nos chama é por que espera que aquele serviço seja perfeito para nós. E Ele nos capacita para isso. Porém, assim como qualquer outro trabalhador/servidor, nós podemos ou não cumprir a nossa tarefa. Está no nosso Livre Arbítrio. Na nossa liberdade de escolhermos em fazermos ou não, aquilo que Deus nos confiou. Porém, temos que ter a certeza de que isso é algo feito especialmente para gente, apesar das dificuldades que essa vocação, esse apostolado, essa missão ou essa pastoral possa trazer, Deus confia na gente e nos capacitou para essa tarefa.
Veja que Deus nos promete paz e diz que confia em nós. A Bíblia diz em Isaías 26, 3 “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” ELE PODE CONTINUAR CONFIANDO EM MIM PORQUE VOU CUMPRIR MINHA MISSÃO?
A partir do meu SIM temos a promessa de saúde e cura. A Bíblia diz em Jeremias 30, 17 “Pois te restaurarei a saúde e te sararei as feridas, diz o Senhor...” DEPOIS DO MEU SIM, DEUS NÃO ME ALCANÇOU NADA?
Deus sempre cumpre a suas promessas. A Bíblia diz em 2 Coríntios 1, 20 “Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o SIM; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio.”
Deus nunca se retrata ou altera a suas promessas. A Bíblia diz em Salmos 89, 34 “Não violarei o meu pacto, nem alterarei o que saiu dos meus lábios.”
Espero que todos nós possamos olhar para dentro de nossos corações e verificarmos qual foi à resposta que demos a Deus (SIM ou NÃO) e o que estamos fazendo com os TALENTOS e os DONS que Ele nos entregou, se estamos sendo servos fiéis ou infiéis. Verifiques COM ATENÇÃO AS Graças QUE ELE JÁ TE ALCANÇOU e verificas se tu estas correspondendo a essas respostas e essas graças que Ele te concedeu!
Não podemos esquecer-nos do que Ele nos ensina sobre o servo infiel e inútil que é aquele que recebe o dom da Graça e o enterra sob a alegação de que servir a Deus é coisa dura e arriscada que não lhe traz felicidade, que está triste com isso tudo que não suporta a cruz, mas ao mesmo tempo aproveita-se das benesses que Deus lhe concedeu... Sobre esseS SERVOS Jesus diz (que perderão tudo):
“Tirai-lhe, pois, o seu talento; e dai-o ao que tem os dez. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado. Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.”
Agora observe também o que o Evangelho de São Mateus nos diz sobre sermos um servo bom e fiel. Diz que Ele nos dá a confiança na Graça e a gratidão pelo privilégio de sermos quem somos para Deus (vai nos alcançando mais e mais talentos); sem medo de expressar e aumentar o dom da Graça em nossa vida (nos alcança mais dons); o que significa viver a plenitude de nossos carismas, talentos, recursos e possibilidades. EM SUMA VIVER PARA DEUS, DANDO SEU TESTEMUNHO E MOSTRANDO O SEU ROSTO EM TODOS OS LUGARES. Vai a cada dia transformando mais o nosso coração de pedra em coração de carne, nos ensinando a amar mais, a perdoar mais, a servir mais... e assim a cada dia, a cada instante mais perto d’Ele e mais distante do mal. Mas cuidado! Para Deus SIM é SIM - NÃO é NÃO...
Não se pode oscilar entre dias nos quais escondemos a Graça com raiva de Deus por mera amargura contra a vida ou contra os outros a quem temos a missão de cuidar, ou por acharmos que a cruz está pesada demais, mas ao mesmo tempo usufruímos livremente dos dons e talentos que Ele me alcançou, achando que não ira me pedir o retorno da missão que me atribuiu e ao que eu disse SIM.
Assim, hoje, faça uma reflexão sobre quais foram as suas respostas para Deus e quais foram às respostas que Deus lhe deu (se depois deste SIM lhe alcançou dons, talentos e graças...)!
Também, avalie se estás cumprindo as promessas que fizestes a Ele!
♪♪♪Hoje eu quero voltar aos teus braços e encontrar o abraço que eu deixei pra trás. Hoje eu quero voltar aos teus braços e encontrar o abraço que eu deixei pra trás. ♪♪♪
Pense nisso! Tenha uma feliz e abençoada semana! Shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário