quinta-feira, 25 de novembro de 2010

COMO ESTÁ SUA SAÚDE? – TEM CERTEZA!

Por Diácono Carlinhos

Este foi um dos temas da palestra proferida hoje pelo nosso pregador do Retiro do Clero, aqui em Vale Vêneto , Dom Paulo de Conto: “Como está sua saúde? Tem certeza!”

Certamente vocês pensaram na saúde física e em decorrência disso deram a resposta. Mas quando se fala em saúde o termo é mais abrangente, ou seja, como está sua saúde psicológica? Como está sua saúde espiritual? A saúde de um estado depende do outro. Deus nos deu esse corpo como presente, não podemos desprezá-lo, descuidá-lo, depreciá-lo ou maculá-lo.

Devemos cuidar da nossa saúde física, psíquica e espiritual. E se você acredita estar doente em um desses estados, não tenha vergonha, não tenha medo, peça ajuda de um familiar, de um amigo ou do seu orientador espiritual.

Não esqueça também que somos responsáveis pela saúde de nossos irmãos.

“Às vezes na doença de um, acontece a “santificação” do outro ou do grupo. Agora, no abandono não! Por isso o verdadeiro cristão percebe Jesus no outro que sofre e o ajuda a carregar sua cruz. Cuida, zela, acolhe e conforme ele mesmo nos ensina, se for preciso vende tudo para cuidar desse tesouro, vende tudo para adquirir essa pérola, ou seja, abandona todos os projetos do mundo para estar com esse, desce do egoísmo, desce do orgulho, desce da vaidade e vai ao encontro daquele que sofre... pois estará indo ao encontro de Deus. Não seja rei, não seja príncipe... seja servidor.”

E o pregador concluiu: “Atirar pedras é fácil; criticar é fácil; quebrar a vidraça e condenar é fácil... porém, difícil é cuidar, difícil é tratar as feridas, aceitar o outro com sua enfermidade, defender o outro, colocar-se na frente das pedras que lhe são arremessadas... por isso ser cristão é tão difícil, por isso que São João diz que o cristão não pode ser morno, tem que ser quente, pois se for frio não é cristão. É preciso ser solidário, sendo que solidariedade não é apoiar o erro, mas é estar ao lado, é ajudar, acolher, escutar,...”

Quer a tua santificação?

Cuida do outro! Cuida do doente...

Mas como saber se meu irmão está doente?

Começa observando os sintomas:

· Ele está buscando a solidão e o isolamento?

· Está demonstrando tristeza a maior parte do tempo?

· Perdeu o interesse pelas pessoas ou atividades que gosta e executa?

· Ganhou ou perdeu peso significativamente recentemente?

· Tem problemas para adormecer ou dorme demais?

· Começa a fugir e divagar nos pensamentos?

· Demonstra cansaço e está desmotivado muito tempo?

· Não se concentra mais em suas atividades?

· Não cumpre horário e compromissos pré-estabelecidos?

· Fica dispersivo e às vezes demonstra tentar chamar a atenção?

· Começa achar que tudo e todos os programas são ruins?

· Chora ou ri muito a qualquer momento?

· Indispõe-se facilmente com as pessoas?

· Opta mais pelas relações virtuais do que físicas e reais?

· Acha-se indigno ou que não é amado?

· Fica extremamente agressivo com as pessoas de seu convívio?

· Passa ser hostil e ofensivo?

· Tenta ficar afastado do familiares e velhos amigos?

· Tenta fazer ou resgatar velhas relações de amizades?

Cuidado! Se tu te enquadras em vários destes perfis, não te constrange, busca ajuda, conversa, fala, procura tua cura... sozinho tu não vais conseguir. Esse é o momento. Essa é a hora. Não deixa para depois, faz isso hoje, não tentas fugir do problema, pois ele vai te acompanhar... toma consciência do teu quadro e busca tua cura.

E a ti, amigo/irmão se teu amigo apresenta vários quadros dessa indicação, ajude-o, seja solidário, não te afasta, porque provavelmente está doente e está sofrendo. Empresta teu ombro. Ajude-o a carregar a sua cruz, seja seu anjo, seja seu sirineu...

Mostra afeto, carinho, amor incondicional... (não exige nada em troca). Não faça cobranças, não o julgue, não o condene, seja cristão... pois se abandoná-lo nesse instante, tu não estarás em comunhão com Deus e com a Igreja.

Seja seu confidente, compartilhe sentimentos, seja seu colaborador, seja seu legitimo amigo/irmão, não esquecendo que para quem está doente é difícil interagir com os outros. Às vezes faz isso até numa tentativa de proteger o amigo. Não permitas que teu amigo vá para a solidão, que ele vá para o isolamento, que entre para dentro da escuridão... mostre o quanto ele é importante para ti... que vê-lo assim também te faz sofrer, trás para perto, coloca no colo, faz uma declaração de amor, vão para o Sacrário, falem com Deus, manda flores, escreve uma carta, manda um depoimento, não desista de seu amigo. Porque se tu desistires dele, estarás desistindo de Deus, assim como fez o Levita e o Sacerdote na passagem do Bom Samaritano.

Pensem nisso!

Em que situação eu estou?

Nenhum comentário:

Postar um comentário