sábado, 25 de dezembro de 2010

E ai: Deus... Perdoa quem não perdoa?

Por Diácono Carlinhos

E ai, Deus perdoa quem não perdoa? Não!
Na verdade, Deus é pura bondade e pura misericórdia. Quem se condena somos nós mesmos, quando cometemos faltas contra Ele (outros) ou nós próprios.
Assim, a opção pelo mal ou pela condenação é totalmente nossa.
Isso é uma verdade bíblica incontestável.
"E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;... Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas." Mateus 6, 12 e 15.
O ódio, o orgulho, a raiva, entre tantos sentimentos ruins, são forças como o amor. Se fores impulsionado pelos sentimentos ruis e do mal, então apenas escolheste o outro lado da moeda.
Faça o que veio fazer, mas lembre-se que para cada ação há uma reação e essa condenação ou salvação, cabe somente a ti mesmo.
A Bíblia nos diz que a fé sem boas obras é como morta. Nós devemos fazer boas obras e amar ao próximo como a nós mesmos. Não adianta ir todos os dias na missa, estar sempre no templo e não participar da Igreja. Não existe “meio cristão” ou “cristão morno”, ou somos, ou não somos e ponto final.
Portanto, se não há perdão, o "espinho" continua doendo indefinidamente! Cada vez que a lembrança surgir, vai haver uma renovação na sequencia de pensamentos que levou aquela dor e aquele sofrimento. E outra vez, e de novo, e mais uma vez, numa roda girante de sentimentos negativos que acabarão por detonar com o nosso sistema psicológico, espiritual e físico.
O ato de não perdoar se fundamenta em nossa prepotência e falta de amor, como se nós também não errássemos. Perdoar, antes de tudo, é uma opção de inteligência. A vida cobra de cada um conforme seu plantio. Plante mal e colha o mal, plante o bem e colha o bem. Lembre-se do que a Bíblia nos indica: "O plantio é opcional mas a colheita é obrigatória".
Alguém em determinado momento escreveu que o perdão é a ponte de reconciliação das relações quebradas, é o remédio divino para os relacionamentos enfermos, que é o bálsamo do céu para aqueles que andam machucados e feridos pela mágoa.
Seja rápido! Não espere mais, pois 2010 está terminando, chegou o tempo de fazermos reflexões, balanços, projetos para o próximo ano - então hoje é tempo de perdoar e de pedir perdão, hoje é o tempo de restaurar relacionamentos dentro da nossa casa, dos nossos grupos e da nossa igreja, a fim de vivermos uma vida plena com Jesus Cristo em nosso coração, essa é a forma de nos mantermos na fila da comunhão.
Foi no perdão que Jesus encontrou forças para vencer o sistema de violência que o cercava. Ninguém soube perdoar como Jesus, ele era o Mestre na arte de perdoar. Até mesmo na hora mais angustiante na Cruz, Ele disse: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem..." (Lc 23, 34). Onde o perdão é liberado o amor volta, a harmonia é restaurada e a amizade é fortalecida.
“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mt 11, 28-30)

Faça uma oração, uma reflexão e verifique qual é a sua opção!

Como será a sua passagem de Ano Novo?

Pense nisso e tenha um feliz e abençoado 2011!

Aja! A hora é agora, o dia é hoje e o momento é esse!

Seja feliz e faça feliz todos àqueles que te são caros...







Shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário